quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Postado por Vânia Barberan às 17:52    Sem comentários

Coca-Cola e suas 123 calorias…

Essa semana saiu a notícia de que o Reino Unido obrigou a Coca-Cola a retirar do ar o anúncio de televisão que mostrava as formas de queimar as 123 calorias de uma garrafinha de Coca-Cola por considerar PROPAGANDA ENGANOSA.
Vocês lembram que esse comercial também foi ao ar aqui no Brasil? Clique abaixo para conferir, caso não tenha visto:
Confessamos que também fomos enganadas por esse anúncio, pois somente nos demos conta de quepara gastar as tais 123 calorias era preciso SOMAR as atividades mostradas no comercial quando lemos a reportagem do Estadão explicando o que foi considerado para o Reino Unido banir o comercial:
Para as autoridades que regulam a publicidade no Reino Unido, o anúncio não deixa claro que todas as atividades precisam ser feitas em conjunto, a fim de queimar as 139 calorias. Foram consideradas queixas de consumidores que se sentiram desinformados com a insinuação de que bastaria uma das atividades mostradas para queimar as calorias. 
Tínhamos respondido à pergunta abaixo na nossa entrevista para o iG, mas como ela acabou não saindo na reportagem final, vamos postá-la aqui para vocês lerem:
Qual a posição de vocês a respeito da campanha da Coca que “ensina” maneiras de se queimar as 123 calorias de uma garrafinha? É uma medida eficaz no sentido de estimular a atividade física, ainda que associada a um produto que praticamente não contém nutrientes e ainda é fonte de açúcar, sódio?
Somos totalmente contra esse tipo de publicidade. Está certo que eles precisam vender seus produtos, mas é muito forçado dizer que essas 123 calorias contidas em uma garrafa de Coca-Cola, vazias de nutrientes, são de “energia positiva” que servem para se “usar em atividades felizes”. Dá uma ilusão de ser uma quantidade pequena, que se gasta só por você “gargalhar por 75 segundos”, conforme eles citam no comercial.
Inclusive, a primeira crítica que faremos é referente a essas maneiras de gastar as calorias ingeridas. Por exemplo, no comercial eles mostram que é possível queimá-las em 6 minutos indo de bicicleta para o trabalho. No entanto, ao calcularmos encontramos um valor de 39 minutos!! De onde saiu essa diferença?
A segunda questão é a banalização do consumo de refrigerantes. Na pirâmide alimentar, esse tipo de bebida deve ser considerada como um doce, e os doces estão na menor porção. Ou seja, a quantidade ingerida deve ser menor do que todos os outros grupos alimentares (carnes, frutas, pães, leite e verduras, etc).
Se a pessoa consumir 1 lata de Coca-Cola diariamente, ao final de 1 mês ela terá ingerido 1.110 g de açúcar, o que pode levar a uns bons quilos ganhos com o passar do tempo, além do alto pico de insulina cada vez que essa quantidade altíssima de açúcar atinge o sangue e dos ingredientes artificiais contidos nesse refrigerante. Devemos lembrar também que nem sempre se toma só uma garrafinha de Coca, então essas 123 kcal podem se multiplicar.
No final do comercial eles dizem que se pode optar pela versão Zero, a qual não possui calorias. Seria ótimo, se não fosse a maior quantidade de sódio e o acréscimo de adoçantes, conservantes e reguladores de acidez… Para se levar uma vida equilibrada de verdade, o correto seria trocar essa Coca-Cola por água ;)
Vocês tinham compreendido que era preciso SOMAR as atividades mostradas no comercial para gastar as 123 calorias?
http://fechandoziper.com

Assuntos: , ,

0 comentários:

Postar um comentário