sexta-feira, 22 de maio de 2015

Postado por Vânia Barberan às 04:25    Sem comentários
Postado em 11/05/2015 |
Muito se tem comentado recentemente sobre dois temas que se interligam: agrotóxicos e transgênicos. Mas ainda é baixo o nível de conhecimento da sociedade sobre os males à saude e as diferentes linhas de pensamento.
 
Em 2012, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva - Abrasco lançou um documento que, pela primeira vez, despertou muito debate prático sobre os venenos colocados na nossa mesa: o Dossiê Abrasco sobre Agrotóxicos.
 
Este ano, como já noticiado pela Asbran, o dossiê ganhou nova edição, com uma quarta parte inédita incluída em mais de 600 páginas. Do material concluído em outubro de 2014, os técnicos da Abrasco dedicaram-se a atualizar o documento com acontecimentos marcantes, estudos e decisões políticas, com informações que envolvem os agrotóxicos, as lutas pela redução dessas substâncias e pela superação do modelo de agricultura químico-dependente do agronegócio.
 
Segundo a Abrasco, "não é por falta de confirmação dos efeitos nocivos à saúde e ao ambiente que a grave situação de uso indiscriminado de agrotóxicos no Brasil não é revertida. O livro reúne informações de centenas de livros e trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais, que revelam evidências científicas e correlação direta entre uso de agrotóxicos e problemas de saúde. Essas informações foram confirmadas por diversas fontes, relatos e denúncias, no Brasil e no exterior".
 
Portanto, a Asbran, que apoia esta e outras iniciativas em busca da redução do uso de venenos no campo, disponibiliza o dossiê no sentido de contribuir para disseminar informação na sociedade brasileira.
 
A publicação facilita o entendimento sobre o tema, pois reúne ilustrações e uma produção gráfica bem atrativa.
 

Assuntos:

0 comentários:

Postar um comentário